Desde a adesão ao E-social muita coisa vem acontecendo como forma de melhoria para empresas e funcionários, as informações referentes aos trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio e informações sobre o FGTS são comunicadas ao governo de forma unificada.

E chegou uma o grande dia que nossa querida carteira profissional de papel, aquele livrinho com capa azul, ficará aposentada, a partir de agora passaremos a usar a carteira de trabalho digital, uma forma eletrônica de incluir e atualizar toda vida laboral dos funcionários.

A CTPS Digital ou carteira profissional online pode ser instalada em Smartphones com sistema operacional Android e iOS e funcionará como uma expansão do documento físico.

De qualquer maneira, não é aconselhável descartar a CTPS antiga, pois o documento continua sendo válido, além de ser um meio de comprovação do seu histórico de trabalho até aqui.

Antes de acessar o app, será necessário o cadastro e geração de senha no site oficial do governo, caso o trabalhador já tenha cadastrado no Meu INSS será usado o mesmo cadastro, mas para cadastrar será necessário informações como:

  • CPF;
  • Nome completo;
  • Telefone;
  • E-mail.

Após essa etapa, será necessário validar algumas informações, finalizando com o cadastro da senha de acesso.

Ao realizar o primeiro acesso fica claro a preocupação do app com as informações do usuário, pois é necessário autorizar o uso dos dados pessoais para se ter acesso aos próximos passos.

Passando essa etapa virá a opção de cadastro pessoal (CPF, nome completo, data de nascimento, nome da mãe e nacionalidade) e ai é interessante conferir todas as informações, pois como foi dito a CTPS digital é a extensão do papel.

Saindo dessa tela ficará fácil ver as últimas anotações realizadas na CTPS de papel refletindo na digital e clicando em contratos virá a mensagem informando sobre possíveis divergências, que poderá ser apenas um erro de atualização, e por isso o sistema estará corrigindo algumas inconsistências automaticamente, alguns casos serão corrigidos em campanhas de correções, mas caso a inconsistência seja a partir de Setembro/2019  é necessário entrar em contato com o empregador para regularizar qualquer eventualidade.

Clicando em “entendi” você acompanhará o seu histórico profissional, no campo “Mais” o trabalhador irá configurar notificações, ver a política de privacidade e perguntas frequentes, e finalizando o app será possível transformar seu histórico laboral em PDF, selecionando qual informações será indispensável utilizar numa necessidade de comprovação profissional.

A partir de agora, para a contratação do trabalhador, haverá necessidade de apresentar apenas os documentos pessoais de solicitação do contratante, e será o CPF que fará a conexão do profissional com a sua carteira profissional digital. Uma curiosidade é que o PIS não será mais necessário no processo de contratação.

Para as empresas que ainda não usam o E-social, continua obrigatório o uso da CTPS de papel, mas para as empresas que já usam o E-social, na contratação de um novo funcionário, haverá o lançamento de todos os dados no portal que migrará automaticamente no cadastro da CTPS digital do trabalhador.

O que fica claro com mais um documento se tornando digital, além da sustentabilidade, é que aos poucos nossas informações, nosso dia a dia e a maioria dos serviços que estão sendo prestados e vendidos estão cada vez mais digitais, consumimos filmes, músicas, bancos, cartões de crédito e débito (nosso dinheiro), refeições, farmácias, compras semanais, lavanderias, assinaturas de fotos, cursos, terapias, enfim, está tudo apenas a um clique, em nossas mãos dentro de nossos smartphones.

Responder

  • Nome
  • Seu melhor e-mail